DOM JUAREZ: o bispo cabeceirense

 

Dom Juarez Souza da Silva

Filiação:
Anísio Marques da Silva (in memoriam)

Maria José Sousa da Silva

Data de nascimento: 30/6/1961

Local: Bom Futuro, município de Barras-PI, hoje Cabeceiras do Piauí.

Formação:

  • Ensino Fundamental: Unidade Escolar Matias Olimpio e Unidade Escolar Gervásio Costa - Barras-PI.

  • Ensino Médio: Curso Técnico Tradutor e Intérprete no Seminário da Assunção - Jacarezinho-PR.

  • Bacharelado em Filosofia e Teologia no Seminário Maior Sagrado Coração de Jesus, em Teresina-PI.

  • Graduado em Filosofia pela Universidade Estadual do Ceará (UECE).

  • Mestrado - História Eclesiástica - Pontifícia Universidade Gregoriana - Roma

Ordenações:

  • Diaconal: 10 de julho de 1993 - Catedral de Santo Antônio - Campo Maior-PI

  • Presbiteral: 19 de março de 1994 - Matriz N. Sra. da Conceição - Barras-PI

  • Episcopal: 17 de maio de 2008 - Catedral de N. Sra. da Vitória - Oeiras-PI.

Funções:

  • Administrador Paroquial da Paróquia de São José - Altos-PI de 1994 a 1996.

  • Vice-reitor e administrador do Seminário Maior Sagrado Coração de Jesus - 1996 a 1998

  • Vice-reitor do Seminário Maior Sagrado Coração de Jesus - 2002 a 2008.

  • Diretor do Instituto Católico de Estudos Superiores do Piauí - ICESPI - 2002 a 2008.

  • Professor de História da Igreja, Patrística - 1998 e de 2002 a 2007.

Ordenação Episcopal

Dom Juarez Souza da Siilva em carreata na cidade de Oeiras O bispo Juarez Souza da Silva, filho ilustre da localidade Vaca Brava, em Cabeceiras do Piauí, aos 47 anos, em ato solene, assume o comando da Diocese de Oeiras-PI, rescém separada da Diocese de Floriano-PI por decisão do Papa Bento XVI.

O dia 17 de março de 2008 era um sábado. Oeiras amanheceu com a explosão de muitos fogos de artifício e o badalar dos sinos, anunciando o clima de Júbilo que inundara a diocese. Era o anúncio da chegada do novo pastor; o bispo desfilava em carro aberto pelas ruas da cidade, acompanhado de mais de duzentos veículos. Ladeado pelas Bandeiras de Oeiras e do Vaticano, Dom Juarez acenava para as pessoas que, nas margens da estrada, aguardavam a passagem da comitiva episcopal, alguns com bandeirolas amarelas e brancas, as cores da Santa Sé.

Discurso do Prefeito de Oeiras Tiel ReisNa Igreja Catedral Nossa senhora da Vitória, o prefeito Tiel Reis pronunciou um breve discurso de saudação seguido pela fala do homenageado que teve lances emocionantes, como o momento em que abraçou sua mãe apresentando-a a todos. Seguindo logo após para o Palácio João Paulo II, novamente em carreata, agora não tão grande, onde Monsenhor foi levado a conhecer seus futuros aposentos na residência episcopal, e foi servido um banquete.

Nesse dia foi grande a movimentação em Oeiras para a ordenação episcopal do Monsenhor Juarez.

O governador do Piauí, Wellington Dias, também participou da solenidade, além de Dom Augusto Alves da Rocha, 75 anos, que dirigia a Diocese Oeiras-Floriano e com o desmembramento, passou a comandar a Diocese de Floriano.

De Barras e Cabeceiras, sua cidade natal, vieram vários ônibus fretados pela comunidade para testemunhar e celebrar a ordenação do novo bispo; parentes, amigos e admiradores, pessoas que acompanharam toda a sua caminhada eclesiástica e não poderiam deixar de prestigiar aquele maravilhoso momento.

Participaram da festa também cerca de 17 Bispos, quase duzentos padres e cento e vinte seminaristas.

Missa de ordenação de Dom JuarezNa Praça das Vitórias, em cerimônia coordenada pelo embaixador do Vaticano no Brasil, Dom Lorenzo Baldisseri, Dom Juarez foi ungido em Santos Óleos, recebeu o anel, o báculo e a mitra, depois de ter-se prostrado no chão, em sinal de humildade, durante vários minutos. Dom Juarez é empossadoApós trinta anos de espera, Oeiras tinha, finalmente, recuperado a dignidade de ser uma circunscrição episcopal exclusiva. No meio das mais de duas mil pessoas que formavam a plateia, alguém gritou: “Viva Dom Juarez!”, expressando o sentimento disseminado em toda a Capital da Fé.

A volta de Oeiras como sede de uma Diocese foi o mais esperado acontecimento religioso da cidade, que com a ordenação voltou a ter um bispo residente, fato que não ocorria desde 1978, quando o Vaticano criou a Diocese Oeiras-Floriano, ocasião que a sede do bispado foi transferida de Oeiras para Floriano.

Dom Lorenzo Baldisseri O embaixador do Vaticano no Brasil revelou que o desmembramento da Diocese de Oeiras-Floriano era uma política adotada pelo Vaticano de aproximação da Igreja Católica com as comunidades. Dom Lorenzo Baldisseri deixou uma mensagem para o povo católico enviada pelo papa Bento XVI: “Que este momento de celebração não fique restrito só às comemorações, mas, acima de tudo, que ele leve amor e paz para a comunidade”.

A Diocese de Oeiras tem 15.096 km2 de área, 133.140 habitantes, sendo 119.826 católicos. Possui 7 paróquias (45 Igrejas), 12 sacerdotes, 2 religiosos professores, 6 religiosas e 7 seminaristas.

O evento da ordenação de Dom Juarez como novo bispo da Diocese de Oeiras foi considerado como um dos maiores acontecimentos religiosos daquele ano no estado.

Fontes: