CAMPO MAIOR – A vizinha 

Pintura rerenciando a Batalha do JenipapoFoi nesse município que ocorreu a mais violenta e única batalha sangrenta pela Independência do Brasil, a Batalha do Jenipapo Esquecida historicamente, o 13 de março de 1823 teve papel decisivo para manter a unidade territorial do país. Consistiu na luta de vaqueiros, agricultores e outros trabalhadores contra as tropas do Marechal Fidié, que cumpria ordens do Rei de Portugal, D.João VI, para que o norte do Brasil permanecesse sob o domínio português. O povo do Piauí, lutava com facões e instrumentos de trabalho , não com armas. Perderam a batalha, mas não a guerra. Depois disso, Fidié, seguiu para o Maranhão, onde foi preso. 

Dados Históricos

O início do povoamento do Estado do Piauí se deu pela antiga capela fundada pelo Padre Miguel de Carvalho, em 1697 sob jurisdição da freguesia de Cabrobó, de Pernambuco, que seria erguida em vila vinte anos mais tarde, com a denominação de Mocha, depois passando a se chamar Oeiras. É notório que, primitivamente, o território que se constituiria na Capitania de São José do Piauí, correspondia à própria antiga Capital de Oeiras e era por ela representado, a partir de 1694 até 1762, data esta de sua elevação à cidade com aquele nome, em homenagem ao Conde de Oeiras de Portugal.

Foram instaladas em 1762, as vilas de Campo maior, Jerumenha, Marvão, Parnaguá, Parnaíba e Valença do Piauí. A região do Longá, onde se localizaria a progressista povoação do de Santo Antônio do Surubim, fora conquistada depois da do Canindé. Sua origem era pouco conhecida no século XVII. 

A primitiva povoação do Longá foi crescendo, espiritual e materialmente, sendo João Pereira Caldassucessivamente elevada à dignidade de freguesia, com a invocação de Santo Antônio do Surubim, antes mesmo de 1713 e cumulativamente instalada como Vila e Cidade no dia 08.08.1762, pelo primeiro Governador da Capitania do Piauí, João Pereira Caldas, aí presentes o Conselheiro Ultramarino, Francisco Marcelino de Oliveira e o Ouvidor Geral do Piauí, Luís José Duarte Freire e várias outras pessoas graduadas do lugar. A partir de sua instalação, passou a denominar-se Campo Maior, nome este sugerido pelo próprio governador, em homenagens às pastagens de mimoso e aos campos verdejantes e floridos que ali presenciou e admirou. Em seguida foi levantado o pelourinho do município no pátio da igreja matriz, o qual constava de um quadro onde foi erguida uma coluna de pedra. Conservou-se no local até 1844, quando foi retirado em virtude de desmoronamento parcial do mesmo.

A progressista vila conquistou território delimitado e os moradores residentes em seu extenso domínio rural. Por ocasião de sua instalação, Campo Maior era a quarta vila mais extensa da Capitania de São José do Piauí, com a área de 28.022 km², somente ultrapassada por Jerumenha (76.455 km²), Oeiras (53.513 km²) e Parnaguá (49.526 km²). Era a segunda em população com 1867 habitantes, entre cidadãos livres e escravos, espalhados na zona urbana e no interior, superada somente por Oeiras com 3.615 habitantes. Abrangendo sede e interior, o primitivo município de Campo Maior tinha como limites: ao norte, com a Vila do Parnaíba; ao sul, com Valença do Piauí e Oeiras; a leste com a Serra do Ibiapaba (Ceará) e a Vila do Marvão e pelo oeste com o Maranhão (Rio Parnaíba).

Em 1852, todo o território da Vila do Poti, também chamada de Vila Velha do Poti, que pertencia a Campo Maior, fora instalada Teresina, Capital do Estado do Piauí, criada pelo Decreto de 06.07.1832, foi instalada em 21.11.1833 e elevada à categoria de cidade pela Resolução nº 315, de 01.07.1852 da Assembléia Provincial com o nome de Teresina.

Assim, os municípios de Beneditinos, Barras, Batalha, Esperantina, José de Freitas, Miguel Alves, Porto e Teresina, que se constituíram, posteriormente, à custa de territórios retirados dos primeiros municípios, originariamente, emancipados de Campo Maior, até 1955, faziam parte também deste primitivo e extenso município. Acrescente-se que, com os constantes desmembramentos ulteriores à criação daqueles primeiros municípios, nasceram os de Boqueirão do Piauí, Capitão de Campos, Cocal de Telha, Jatobá do Piauí, Nossa Senhora de Nazaré e Sigefredo Pacheco.

Campo Maior é um município que oferece o turismo rural, religioso, cultural, eco-turismo e de lazer. Isso ocorre porque a natureza, bondosa, deu todas as condições a essa terra e aos seus filhos.

Hoje, Campo Maior pertence à Macrorregiăo do Meio Norte Piauiense e integra o Aglomerado 5 do Território de Desenvolvimento 3 - Carnaubais. Em face dos sucessivos desmembramentos havidos entre os séculos XVII e fins do século XX, o antigo território de Campo Maior reduziu-se para uma área de 1.699,466 km²˛ de acordo com o último censo do IBGE.

Criação de gado pé-duroSendo um dos maiores produtores de gado de corte, são abatidos, diariamente, mais de 200 animais para o abastecimento de mercados como Teresina e cidades vizinhas. Por toda cidade encontra-se mantos de carnes secando ao sol, estendidas nas calçadas.

O Museu do Couro, inaugurado em 13 de março de 1984 e instalado em um dos mais antigos prédios da cidade, guarda grande parte dos armamentos usados na Batalha do Jenipapo, ocorrida em 13 de março de 1823, além de roupas e artefatos de couro, usados pelos vaqueiros da região.

 

Localização Geográfica

Localiza-se a uma latitude 04º49'40" sul e a uma longitude 42º10'07" oeste, estando a uma altitude de 125 metros. A cidade caracteriza-se pela beleza dos campos, com a presença marcante da Carnaúba (Copernicia prunifera), a qual tornou a cidade conhecida como "Terra dos Carnaubais". O Açude Grande também apresenta destaque, encantando turistas que passam pela cidade. Outros pontos turísticos são a "Serra" de Santo Antônio, a Barragem dos Corredores, o Monumento aos Heróis do Jenipapo e a Catedral de Santo Antônio.

A distância de Campo Maior à capital (Teresina) é de 84 km.

A partir do fim do século XX e início do século XXI, seus limites são os seguintes:

  • Ao Norte: com os municípios de Cabeceiras do Piauí e José de Freitas;

  • Ao Sul: com Jatobá do Piauí, Sigefredo Pacheco e Novo Santo Antônio;

  • Ao Leste: com Nossa Senhora de Nazaré e Cocal de Telha;

  • Ao Oeste: com Altos, Alto Longá e Coivaras.

Aspectos físicos

O município de Campo Maior não possui grandes elevações e as planícies predominam na bacia sedimentar do Meio Norte, sendo sua baixada no rio Longá a de maior significação, onde há zonas intercaladas de "Cuestas" com chapadas de alitudes de 150 a 300 metros na parte Leste, em que ocorre surgimento da Serra de Santo Antônio e as elevações de acesso a Castelo do Piauí e Pedro II.

Hidrografia

Banhado pelos rios Longá, Jenipapo, Surumbi, titara e Fundo, que não são perenes, e os riachos Longazinho, Pontilhão, Jatobá, Angelim, Pintadas, Camaleão, Salubre e as lagoas de Búfalo, Sucurujá, Batoque, Arraial, Tuturumbá e Olaria, o município possui dezenas de açudes e barragens, destacando-se pela sua localização privilegiada o Açude Grande, no perímetro urbano, e as barragens do Emparedado, Bananeiras, Bolqueirão, Corredores, Formiga, Surumbi e Estrela, que podem reter considerável volume de água durante os períodos normais de chuvas. Merecem destaque, tantos por suas belezas quanto para recanto de lazer e banhos, as cachoeiras - quedas d'águas - no rio Foge Homem, na fazendo Pedras Negras, do Jatobá, no rio Jatobá, do Gavião e dos Pereiras, no lugar Buritizinho, Bica do Amarante, no lugar Frutica/Macacos, e finalmente as bicas e piscinas naturais existentes na Serra de Santo Antônio.

Solo

Com formação de rochas do tipo "folhelhos" na formação Longá, a espressura variada que chega a atingir cerca de 150 metros, sofre um adelgaçamento para o sul, susceptível à erosão e acidez em grandes extensões. No subsolo há grandes reservas d'água e por isso Campo Maior já conta com mais de 300 poços perfurados e atendendo diversas comunidades e fazendas.

Vegetação

Campinas e carnaubais de Campo MaiorOs campos limpos - as campinas - são características muito marcantes na região e ocupando extensas áreas afiguram-se ser adequadas a pecuária e à produção de cera, matéria-prima extraída das carnaubeiras nativas, uma das principais riquezas de Campo Maior.

Na região leste, entretanto, caracterizada por solos areno-argilosos, de matas, encontram-se inúmeras variedades de árvores frondosas como o angico preto, branco, a candeia, a faveira, a gameleira, chapadeiro, mirindiba, oiticica, jatobá, pereiro, sapucaia, umurana, entre outras.

Economia

Sua economia está baseada principalmente na atividade comercial, agricultura, pecuária e extrativismo. Concentra também um dos maiores pólos religiosos do Nordeste, contando com a Catedral de Santo Antônio, que atrai turistas para os maiores festejos Católicos do estado, além disso, a cidade dispõe de um grande potencial caprino-ovinocultor notadamente advindo da adaptabilidade das raças às condições edafoclimáticas da região.

Formação Administrativa

Secretaria Municipal de Administratação

Prefeitura Municipal de Campo MaiorNos termos da Lei Nº. 005/97, de 17 de abril de 1997, que dispõe sobre a Estrutura Básica da Prefeitura Municipal de Campo Maior, a Secretaria Municipal de Administração tem como precípua missão favorecer o progresso da gestão administrativa, viabilizando e desempenhando suas atividades de modo integrado às demais unidades orgânicas. Garantindo, portanto, a qualidade e retidão dos serviços públicos, visando o crescimento e desenvolvimento do Município. A Secretaria Municipal de Administração, órgão incumbido de exercer as atividades ligadas à Administração Geral da Prefeitura, desenvolve suas atividades com competência, imparcialidade e transparência, princípios fundamentais para o bom andamento das ações do Executivo Municipal, proporcionando melhores serviços à População Campomaiorense e aos Servidores Municipais. Estão entre suas atribuições: a administração de pessoal; distribuição e controle de materiais; controle do sistema de patrimônio; protocolo; arquivo e serviços gerais.

Secretaria Municipal de Agricultura

A Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento vêm trabalhando no sentido de atingir os seus objetivos, que é promover o desenvolvimento do meio rural de Campo Maior, de forma sustentável, como também melhorar e preservar os recursos naturais existentes para as futuras gerações. Apoiar, preferencialmente, os Agricultores Familiares, atuando de forma integrada nos Programas e Projetos coerentes com a realidade local dos agricultores e de suas famílias.

A Função Básica da Secretaria é dar apoio à produção animal e vegetal, associativismos: cooperativas, associações e sindicatos, irrigação e abastecimento. Realiza trabalhos de capacitação técnica para pequenos produtores rurais com recursos próprios e ou em parceria com EMATER, SEBRAE e SENAR.

Secretaria Municipal de Finanças

Compete a Secretaria Municipal de Finanças realizar o pagamento dos servidores, fornecedores e prestadores de serviços em geral:

  • Promover a Política Financeira do Município;

  • Coordenar a Administração Tributária;

  • Elaborar, acompanhar e avaliar os programas, projetos e orçamentos;

  • Promover os lançamentos e controle dos tributos municipais;

  • Executar e coordenar os serviços da contabilidade do município;

  • Promover a arrecadação e controlar os tributos municipais;

  • Manter a guarda e movimentação do erário público;

  • Proceder a fiscalização evitando a evasão de Receita.

Secretaria Municipal de Meio Ambiente

Compete à Secretaria Municipal de Meio Ambiente desenvolver as ações necessárias com vistas à organização e disponibilização para a comunidade e interessados de todas as informações, normas legais e acervo cartográfico municipal com vistas à instrumentação e apoio da Gestão Ambiental.

  • Promoção da conservação e educação ambientais, por meio do acompanhamento, mobilização, informação e divulgação dos preceitos norteadores da conservação ambiental e defesa da Amazônia;

  • Desenvolvimento de estudos e monitoramento ambiental, sensoriamento remoto e geração e sistematização da base cartográfica municipal;

  • Promover o controle ambiental, exercendo a autoridade municipal, quer seja originária ou delegada, nas questões relativas a licenciamentos, serviços de saneamento, defesa dos recursos naturais, planejamento hidrológico e monitoração de bacias hidrográficas;

  • Fortalecer a educação ambiental da população, nas escolas e através da comunicação social;

  •  Promoção da conservação e educação ambientais, por meio do acompanhamento, mobilização, informação e divulgação dos preceitos norteadores da conservação ambiental e defesa da Amazônia.

Secretaria Municipal de Obras

  • Compete a Secretaria Municipal de Obras, elaborar, atualizar e promover a execução de planos municipais de desenvolvimento, bem como, elaborar projetos, estudos e pesquisas necessárias ao desenvolvimento das políticas urbanas de Campo Maior;

  • Promover a construção, pavimentação e conservação de estradas e vias urbanas;

  • Executar atividades concernentes à construção e conservação de obras públicas municipais e instalações para a prestação de serviços à comunidade;

  • Conceder licença e fiscalizar o cumprimento de normas referentes às construções particulares;

  • Fiscalizar o cumprimento de normas referentes a lotemento;

  • Fiscalizar o cumprimento de normas referentes as posturas municipais;

  • Executar atividades relativas à prestação e manutenção dos serviços públicos locais, tais como: limpeza publica, coleta de lixo, cemitérios e outros serviços urbanos;

  • Manter a conservação e administração de cemitérios;

  • Promover a construção e conservação de estradas vicinais pertinentes ao sistema de transporte do município.

Secretaria Municipal de Serviço Social

A Secretaria Municipal de Assistência Social é considerada pela política de Assistência Social, o órgão de comando único da Assistência Social no município e tem respaldo legal na Lei Orgânica de Assistência Social – LOAS – Nº 8.742/93.

A Secretaria Municipal de Assistência Social é um órgão do poder executivo municipal que tem como objetivo implementar a política de Assistência social.

Atendendo as famílias mais carentes do município com a realização de programas, benefícios, projetos e serviços visando garantir aos seus usuários condições dignas de vida.

Secretaria de Tributação

Compete ao Departamento de Arrecadação e Tributação da Secretaria Municipal de Finanças de Campo Maior, às seguintes atribuições:

  • Avaliação, transferência e cobrança dos impostos devidos de imóveis foreiros e datas para que seja efetivado o direito de opção e quitação;

  •  Cadastro, lançamento, emissão e cobrança de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano);

  • Cadastro, lançamento, emissão e cobrança de Alvarás de Funcionamento;

  • Cadastro, lançamento e emissão e cobrança de ISSQN (Imposto Sobre Serviço Qualquer Natureza);

  • Emissão de Notas Fiscais de Serviço avulsas;

  • Emissão de Certidão Negativa de Débitos;

  • Fiscalizar todas as empresas prestadores de serviços em nosso Município.

Creditamos as informações:

http://www.campomaior.pi.gov.br/interna.php?id=19;
http://www.brasilchannel.com.br/municipios/mostrar_municipio.asp?nome=Campo%20Maior&uf=PI